Iniciativa importante da Secretaria de Saúde do Estado de Goiás (SES), o Complexo Regulador Estadual (CRE) ampliou sua atuação nesse mês de fevereiro. Agora, ele é o responsável pela intermediação unificada de vagas de urgência e emergência em unidades de Catalão e das solicitações realizadas pelas centrais do SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Ceres e Caldas Novas.

Isso significa que os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) desses municípios contarão com um processo de regulação mais ágil, com uma equipe de médicos especializada no assunto e que funciona 24h. O sistema utilizado pelo CRE foi batizado de “SERVIR” – Sistema Estadual de Regulação de Vagas Integradas à Rede. “O SERVIR proporciona aos profissionais responsáveis por preencher as fichas de regulação diversas funcionalidades; além de fácil manuseio e celeridade no processo de atualização de informações”, explicou Leydiane Queiroz, gerente operacional do CRE.

Leydiane, que participou do treinamento no Hospital Nasr Faiad, em Catalão, revelou que a recepção com a novidade é positiva e que sobram elogios à novidade. “Uma das funcionalidades que mais rende elogios é o ‘adendo’. Trata-se de uma sessão dentro do SERVIR que possibilita um bate-papo em tempo real entre o solicitante da vaga, o médico responsável no CRE e o representante da Unidade executante, aquela que vai receber o paciente. Tudo registrado e transparente. Isso humaniza e facilita o processo de regulação”, afirmou.

Atuação na prática

A implementação do SERVIR foi iniciada no dia 07 de fevereiro, quinta-feira, e durou até o dia seguinte, 08 de fevereiro. Desde então, a regulação das vagas solicitadas pelo SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência em Ceres e Caldas Novas são intermediadas pelo CRE. O mesmo ocorre com as vagas solicitadas pelo Hospital Nasr Faiad e pelo Hospital São Nicolau, em Catalão. Nessas Unidades, o CRE passou a se responsabilizar pela regulação de 10 leitos de UTI.

Na prática, o Complexo recebe as informações relacionadas ao paciente através das Centrais do SAMU, por exemplo, e, depois de um processo criterioso relacionado à análise da classificação de risco e demais informações do paciente, é localizada a Unidade de saúde mais próxima onde há a vaga disponível. De acordo com a experiência do CRE em outras Unidades, a previsão de tempo para que a regulação seja finalizada é de menos de duas horas. Isso compreende o tempo total desde a entrada do pedido de vaga no sistema do CRE até o momento em que a vaga de internação está autorizada e o paciente poderá seguir para o seu tratamento.

Como explicou o Dr. Joaquim Guilherme Filho, diretor clínico regional do SAMU de Caldas Novas, a unificação do sistema de regulação em um só Complexo Estadual é um anseio antigo. “Como a maioria dos leitos de urgência e emergência estão em Goiânia, ainda estamos utilizando os dois sistemas de regulação. Porém, não é justificável a existência de dois complexos. Na prática, sabemos que a unificação da regulação pelo CRE trará mais agilidade e transparência”, disse.

O CRE

O Complexo Regulador Estadual (CRE) têm como objetivo garantir agilidade ao processo de regulação aos serviços de saúde no SUS. O CRE, portanto, serve como um elo entre os Hospitais e os pacientes. Depois de totalmente implementado, o novo modelo de regulação agirá como um funil de distribuição das vagas utilizando-se do sistema SERVIR.

Inicialmente, o sistema SERVIR vem sendo utilizado para os atendimentos de urgência e emergência; mas, em breve, o objetivo é ampliar o uso da plataforma para a regulação de vagas de cirurgias, exames e também atendimentos em especialidades. O SERVIR é o mesmo sistema que já possui como histórico uma atuação de mais de 12 anos na administração da Regulação de Acesso do estado de São Paulo.

A plataforma possibilita que os Hospitais da rede insiram os dados pessoais e o estado de saúde dos pacientes garantindo que as demais unidades de saúde tenham acesso para verificarem a disponibilidade de vagas de forma ágil e unificada.

Implementação em Ceres:

Implementação em Caldas Novas

Implementação em Catalão: